Affonso Ghizzo Neto

15 de setembro de 2017 | 7:20

Afinal, o que ocorre no Brasil de nossos dias? – Affonso Ghizzo Neto

Uma das raízes do problema do fenômeno da corrupção no Brasil é justamente a disfuncionalidade das instituições públicas e privadas. Governos que não funcionam eficazmente acabam desperdiçando e ignorando as oportunidades possíveis para combater e diminuir a corrupção.

Políticos corruptos que ocupam cargos importantes da nação apoiam muitos investimentos públicos improdutivos e ineficientes, e ficam indiferentes aos resultados e consequências dos investimentos realizados anteriormente, pouco importando o cumprimento das promessas constitucionais.

É preciso esclarecer como e de que maneira a engrenagem governamental corrupta funciona, a quem ela serve e a quem ela escraviza. Nesse particular, a chamada operação Lava Jato tem prestado um serviço relevante ao país. Ao mesmo tempo em que desmistifica a lógica da corrupção ideológica – de direita ou de esquerda –, possibilita uma incursão inicial no modus operandi instituído nas vísceras da máfia governamental.

Para o sucesso das reformas esperadas e das medidas de combate à corrupção, se deverá focar o ponto-chave, percebendo as causas e as consequências desse sistema corrupto, sendo possível recomendar reformas que efetivamente funcionem. Precisamos de um conhecimento mais sistemático de como a corrupção e o enriquecimento pessoal afetam a atuação dos programas e das políticas de governo, assim como sua relação umbilical com a iniciativa privada.

Affonso Ghizzo Neto
Promotor de Justiça e idealizador da campanha “O que você tem a ver com a corrupção?”.