NOT√ćCIAS

Exemple

O nosso livro 48 VIS√ēES SOBRE A CORRUP√á√ÉO, a¬†maior obra multidisciplinar publicado no Brasil sobre corrup√ß√£o, j√° est√° dispon√≠vel para compra online.

Submarino: https://is.gd/uWFrId
Livraria Saraiva: https://is.gd/otaEqh
Lojas Americanas: https://is.gd/7uD8lm

 


WhatsApp Image 2017-02-20 at 11.28.30
O pref√°cio foi escrito pelo juiz Sergio Moro e a coordena√ß√£o da obra √© dos magistrados Alexandre J. Carneiro da Cunha Filho, Glaucio Roberto Brittes de Ara√ļjo, Ulisses Augusto Pascolati Junior, e do presidente do Instituto N√£o Aceito Corrup√ß√£o, Roberto Livianu.

Leia mais >>
Exemple

O julgamento dos crimes contra a administra√ß√£o, como corrup√ß√£o, lavagem de dinheiro, improbidade administrativa, bem como as a√ß√Ķes judiciais que discutam benef√≠cios previdenci√°rios, devem ser as prioridades da Justi√ßa Federal em 2017. √Č o que pensam as mais de 13,7 mil pessoas que participaram da pesquisa Governan√ßa Participativa, realizada pelo Conselho da Justi√ßa Federal (CJF), no per√≠odo de 15 de agosto a 2 de setembro de 2016, e que abrangeu as 27 unidades da Federa√ß√£o. ¬†

O objetivo da enquete era entender a opinião de cidadãos, advogados, magistrados e servidores sobre quais temas deveriam ser convertidos em metas e prioridades para o próximo ano. A opinião dos usuários e operadores da Justiça vai reforçar a permanência das metas já estabelecidas ou apontar para a necessidade de priorização de outros temas.

Clique aqui para ver os resultados na íntegra.

Leia a reportagem completa no site do Conselho da Justiça Federal.

Leia mais >>

Instituto promove curso para ensinar a usar Lei de Acesso à Informação. Inscreva-se!

Saiba como em nosso link do site.

O objetivo do curso √© difundir a cultura de transpar√™ncia e conscientizar a sociedade civil sobre a relev√Ęncia de reconhecer e utilizar as ferramentas dispon√≠veis, em especial leis e canais de den√ļncia, para prevenir, controlar e combater atos de corrup√ß√£o.

Veja mais no vídeo abaixo:

Leia mais >>
Exemple

Nas dez cidades com o pior √ćndice de Desenvolvimento Humano (IDH) do pa√≠s, os prefeitos terminam seus mandatos este ano devendo explica√ß√Ķes por falta de professores, contas irregulares, obras na Sa√ļde n√£o conclu√≠das, den√ļncias de nepotismo e at√© agiotagem. Levantamento nos Minist√©rios P√ļblicos e Tribunais de Contas dos estados mostra um quadro em que pouca transpar√™ncia, falhas de gest√£o e ind√≠cios de desvios se unem a p√©ssimos indicadores de Educa√ß√£o, longevidade e renda, itens que comp√Ķem o IDH municipal.

Leia mais em O Globo

 

Leia mais >>
Exemple

O Minist√©rio da Transpar√™ncia, Fiscaliza√ß√£o e Controle realizou 221 opera√ß√Ķes especiais anticorrup√ß√£o entre 2003 e o primeiro semestre de 2016. Executadas em parceria com a Pol√≠cia Federal e a Procuradoria da Rep√ļblica, essas a√ß√Ķes produziram uma estat√≠stica estarrecedora: 67% dos casos de desvio de verbas ocorreram nas √°reas de educa√ß√£o e sa√ļde.

Veja mais no UOL

Leia mais >>
Exemple

Ciclo de palestras¬†ser√° transmitido ao vivo, pela internet, com aulas sobre como usar a Lei de Acesso √† Informa√ß√£o e os dados obtidos junto aos governos. P√ļblico-alvo √© de jornalistas, l√≠deres comunit√°rios e educadores

(01.08.2016). O Instituto N√£o Aceito Corrup√ß√£o, a Secretaria da Educa√ß√£o do Estado de S√£o Paulo e a Ouvidoria-Geral do Estado de S√£o Paulo lan√ßaram na √ļltima sexta-feira (29) a primeira edi√ß√£o da a√ß√£o ‚ÄúDi√°logos‚ÄĚ. A iniciativa consiste em um ciclo de palestras sobre temas que abordam o acesso √† informa√ß√£o e as ferramentas dispon√≠veis para a obten√ß√£o dos dados pretendidos. Por exemplo, informa√ß√Ķes sobre or√ßamento do Poder P√ļblico, a cultura de transpar√™ncia e seus reflexos positivos para a qualidade da democracia e o controle social, por meio da atua√ß√£o das Ouvidorias e ONGs. Ao final, haver√° a ‚Äúoficina para resolu√ß√£o de caso pr√°tico‚ÄĚ, em que poder√£o ser aplicados os conhecimentos recebidos ao longo do ciclo. Esses debates, conduzidos por profissionais especialistas, ser√£o transmitidos ao vivo, por meio de videoconfer√™ncias, para funcion√°rios da rede p√ļblica de ensino e demais interessados previamente inscritos.

O principal objetivo da a√ß√£o √© conscientizar a sociedade civil sobre a relev√Ęncia de reconhecer e utilizar todas as estrat√©gias e ferramentas dispon√≠veis, incluindo leis, como a Lei de Acesso √† Informa√ß√£o, canais de den√ļncia, como as Ouvidorias, em especial oferecidos pela pr√≥pria administra√ß√£o p√ļblica, no sentido de prevenir, controlar e combater atos de corrup√ß√£o.

As videoconferências serão transmitidas nos ambientes de aprendizagem da Rede do Saber, distribuídos entre as 91 Diretorias de Ensino do Estado. Os participantes que forem às aulas nas diretorias de ensino poderão fazer perguntas ao vivo.

Também haverá transmissão por streaming, acessível por meio de link no hotsite da ação (www.escoladeformacao.sp.gov.br/dialogos), a todo cidadão interessado que não tiver feito inscrição para participar do ciclo de palestras. Os temas e a agenda de debates, que acontecerão de agosto a novembro, também podem ser consultados no hotsite.

O presidente do Instituto N√£o Aceito Corrup√ß√£o, o promotor Roberto Livianu, participou na sexta-feira (29) da videoconfer√™ncia de divulga√ß√£o de ‚ÄúDi√°logos‚ÄĚ, e destacou a import√Ęncia desse tipo de a√ß√£o. ‚ÄúIniciativas como essa s√£o um segundo passo ap√≥s a aprova√ß√£o de leis como a Lei de Acesso √† Informa√ß√£o, porque transformar a cultura da transpar√™ncia num valor da sociedade requer tempo e muito trabalho.‚ÄĚ

Tamb√©m presente, o ouvidor-geral do Estado, Gustavo Ungaro, espera que os servidores da Educa√ß√£o P√ļblica e demais participantes espalhem a cultura da transpar√™ncia para todos. ‚ÄúQueremos que a partir dessa iniciativa haja a irradia√ß√£o desses valores de transpar√™ncia para o conjunto da sociedade‚ÄĚ, declarou.

Roberto Livianu e Gustavo Ungaro ser√£o os palestrantes do primeiro debate, em 18 de agosto. Al√©m deles, tamb√©m participar√£o dos outros sete encontros especialistas em cada tema a ser debatido. O per√≠odo de inscri√ß√£o para ‚ÄúDi√°logos‚ÄĚ ser√° de 03 a 16 de agosto de 2016. Os interessados podem se inscrever por meio de formul√°rio dispon√≠vel no site: www.escoladeformacao.sp.gov.br/dialogos.

 

Confira a programação completa:

18/08, das 10h às 12h

Abertura com autoridades convidadas 

Di√°logos:¬†“Como Funciona o Estado?”; Atribui√ß√Ķes de cada personagem; Princ√≠pios b√°sicos da administra√ß√£o p√ļblica.

Expositores: Gustavo Ungaro e Roberto Livianu

 

1¬ļ/09, das 10h30 √†s 12h

Di√°logos:¬†Direito Fundamental √† Informa√ß√£o, Como usar a lei de acesso √†s informa√ß√Ķes p√ļblicas.

Expositores: Edson Vismona e  Fernando Mello

 

15/09, das 10h30 às 12h

Di√°logos:¬†Como trabalhar grandes volumes de Informa√ß√£o: softwares e no√ß√Ķes b√°sicas de estat√≠stica.

Expositor: Marcelo Soares

 

29/09, das 10h30 às 12h

Di√°logos:¬†Controle de contas p√ļblicas: como ter acesso e entender os dados or√ßament√°rios do Poder P√ļblico.

Expositor: Francisco Gil Castello Branco Junior

 

13/10, das 10h30 às 12h

Di√°logos:¬†Problema Identificado: de quem cobrar solu√ß√Ķes e como faz√™-lo; No√ß√Ķes de reda√ß√£o de pedido formal.

Expositores: Guilherme Siqueira de Carvalho e Roberto Tardelli

 

27/10, das 10h30 às 12h

Di√°logos:¬†O controle social da administra√ß√£o p√ļblica: Import√Ęncia das ouvidorias e ONGs.

Expositores: Levi de Mello e Maria Inês Fornazaro

 

10/11, das 10h30 às 12h

Diálogos: Cultura da transparência no Estado Democrático de Direito.

Expositores: Denise Auad e Eunice Aparecida de Jesus Prudente

 

24/11, das 10h30 às 12h

Diálogos: Oficina para resolução de caso prático.

Expositores: Eliane Macedo Ferreira da Silva Marco Aurélio Martorelli

 

 

Assessoria de Imprensa ‚Äď Instituto N√£o Aceito Corrup√ß√£o

Juliana Helpe ‚Äď 11 4084-4804¬†juliana.helpe@cdn.com.br

 

Leia mais >>

O gestor¬†p√ļblico Marcos Silveira apresenta a plataforma Datapedia, a “wikip√©dia de dados p√ļblicos oficiais”, para jornalistas, na sede do¬†Instituto N√£o Aceito Corrup√ß√£o.

datapedia

Silveira mostra as categoria de dados

O Datapedia √© uma ferramenta que agrega dados p√ļblicos oficiais de 130¬†fontes, como IBGE, Funda√ß√£o Seade e Data SUS.¬†Atualmente, ela conta com 2 milh√Ķes de dados de 645 cidades do Estado de S√£o¬†Paulo sobre √≠ndice de desenvolvimento humano, demografia, educa√ß√£o, sa√ļde, finan√ßas p√ļblicas,¬†economia, viol√™ncia e seguran√ßa p√ļblica e vulnerabilidade e pobreza, tudo de forma simples e¬†did√°tica. O plano √© expandi-la para o Brasil todo em breve.

A Datapedia permite cruzamentos muito interessantes. Por exemplo, √© poss√≠vel cruzar¬†quais munic√≠pios de S√£o Paulo mais investem em educa√ß√£o e quais alcan√ßam as melhores notas¬†no Sistema de Avalia√ß√£o de Educa√ß√£o B√°sica (Saeb), de modo a avaliar a efici√™ncia do gasto¬†p√ļblico. O mesmo pode ser feito em outras √°reas da administra√ß√£o.

A apresenta√ß√£o foi¬†feita por Marcos Silveira, fundador e CEO da Datapedia, para um¬†grupo selecionado de jornalistas. Os participantes receberam login e senha para usar a ferramenta¬†no √ļltimo m√™s de teste, antes do lan√ßamento oficial, previsto para agosto. A ideia √© que o¬†feedback dos jornalistas ajude os desenvolvedores da plataforma a aperfei√ßo√°-la para atender¬†melhor o interesse p√ļblico.

O Instituto N√£o Aceito Corrup√ß√£o selou parceria com a Datapedia por acreditar que, ao¬†permitir a an√°lise pr√°tica do desempenho da administra√ß√£o p√ļblica, a ferramenta contribui para a¬†discuss√£o de pol√≠ticas p√ļblicas eficientes, o incremento da transpar√™ncia do Estado e o¬†enfrentamento √† corrup√ß√£o.

Leia mais >>